2ᵒ GUDay: GUs apresentaram diferentes aspectos da implantação de ERP

guday2Nove Grupos de Usuários – GUs se envolveram na organização do 2ᵒ GUDay e apresentaram ao público sua experiência para os participantes do evento, abrangendo todas as etapas da implantação de um ERP, da gestão de mudanças organizacional, segurança, mobilidade, gerenciamento de projetos e conhecimento, além de casos de sucesso com empresas convidadas.

  • GUMIT – Grupo de Usuários Management IT

O GUMIT trouxe a experiência do Grupo Herval, que está implantado SAP, com o convidado James Rocha, CIO da Herval.  Ele detalhou as fases do processo de implantação na empresa e os aprendizados. “A vantagem quando se escolhe uma solução global é a inteligência de diversas organizações no mundo que utilizam a mesma solução. A implantação de um ERP é movimento transformação organizacional que deve ser conduzido pelo negócio e suportado pela TI”, disse.

  • GUGRC – Grupo de Usuários em Governança, Risco e Compliance

Vladimir Bidniuk representou o GUGRC e falou no contexto da governança, gestão de riscos e conformidade. ”É preciso ter uma visão integrada e única para tratar a gestão do risco operacional, a área de governança, a gestão de politicas, controles financeiros e auditoria”, afirmou.  Ele destacou ainda a importância da participação do board da empresa no processo e a inclusão de profissionais de TI nos conselhos de administração das empresas.

  • GUSegurança – Grupo de Usuários de Segurança

Josué Lemes, da Andrade Soto, falou pelo GUSegurança e alertou para a necessidade de ações de segurança em todas as fases do processo de implantação. “Não existe 100% de segurança. O que resolve a gestão da segurança da informação são ações que diminuam o risco, sem ficar amarrado nem exposto as ameaças. Esse é o caminho possível de ser seguido”, ressaltou. Dados de pesquisa da Fiesp com 430 indústrias de São Paulo apontam que 59% dos ataques de segurança são nas áreas financeiras e 60% em indústrias de pequeno e médio porte.

  • GUGC – Grupo de Usuários Gestão do Conhecimento

Beatriz Benezra, do GUGC, trouxe dados da Consultoria Panorama, que reforçam a importância da correta gestão do conhecimento como parte dos projetos. Segundo ela, mais de 63% das empresas que implantam ERP falham na questão dos benefícios procurados. Dai a necessidade de inserir as práticas de gestão do conhecimento para aprender com esse conhecimento. “É preciso uma mudança de percepção do que é executar o projeto e dentro disso usar o conhecimento adquirido, que sempre é muito grande”.

  • GUGP – Grupo de Usuários Gerenciamento de Projetos

Daiane Morandi da Costa, do GUGP, apresentou sobre o alinhamento do projeto com o planejamento estratégico da empresa e destacou a importância da gestão de mudanças. “É muito importante ter um comitê para tratar a mudança, reduzir a resistência e aumentar o comprometimento das pessoas”, disse. Ela trouxe dados que apontam que apenas 20% das pessoas aceitam a mudança, 40% ficam encima do muro e outras 40% resistem.

  • GUSAP – Grupo de Usuários SAP

“O Brasil é o pior pais do mundo para implantar ERP porque a lei muda muito. Por dia, temos em torno de 20 regulamentações novas”, disse que Jarlei Nascimento Gonçalves, representante do GUSAP aos participantes, mostrando os desafios do processo de implantação de um ERP no país. Por isso, a importância de treinamentos, dinâmica de grupo e gestão de mudança.

  • GUTS – Grupo de Usuários de Testes de Software

Rafael Machado e Carlos Tristaci trouxeram lições aprendidas em relação a testes de software na implantação de ERP. Fizeram recomendações sobre ciclos de testes, quem deve ser envolvido e o tempo médio para a execução dos tipos de testes propostos por eles.  Para os profissionais, independente do tipo de metodologia utilizada, é preciso definir um plano e uma estratégia de testes.

  • GUMobile – Grupo de Usuários Mobile

Luciano Sclovsky, falou pelo GUMobile sobre o desenvolvimento de mobile usando a tecnologia Kony, dentro de projetos de ERP. Ele destacou o desafio de integrar um aplicativo ao ERP da empresa, visto que o app não poderá estar nas lojas comuns, já que contém informações sigilosas. “Quando eu trago meu dispositivo para a empresa e instalo uma parte do ERP no celular, o colaborador vai ter acesso. E se ele sai da empresa, como faço para tirar essas informações?”, questionou os presentes.

  • GUAN – Grupo de Usuários em Análise de Negócios

Carlos Giovani Rodrigues, pelo GUAN, falou do papel da análise de negócios, que deve fazer parte do inicio ao fim do projeto de ERP. “O conceito de análise de negócios é prover mudança através de uma análise de valor e acho que esse é o grande objetivo de um ERP. O analista de negócios vai sempre buscar várias perspectivas para conseguir trazer o valor e ainda ter varias possibilidades de solução, com visão estratégica e organizacional”, afirmou.