Deborah Villela: TI, Inovação e Relacionamento com Área Pública

Deborah Villela, que assume a Diretoria de Governança e Qualidade da SUCESU-RS, tem um olhar visionário. No início da carreira ela vislumbrou que a tecnologia será a área do futuro e investiu nisso. Agora, ela leva toda a sua experiência para a SUCESU-RS.

Quem é Deborah Villela?

Deborah Villela: Sou Graduada em Análise de Sistemas com pós-graduação em Administração, Economia e Finanças, ambos pela PUC-RS e MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Fundamental no início da minha carreira foram os dois anos de estudo em Londres, quando optei por trilhar o caminho da tecnologia, não tão procurado naquela ocasião. Acreditei que seria a área do futuro. Por muitos anos trabalhei na iniciativa privada como Analista de Sistemas e também na área financeira, até que naturalmente fui para o governo, tendo em vista a vida pública do meu pai, Guilherme Socias Villela. Tenho duas filhas, Julia de 14 anos e Bruna, 17 anos, que já ingressou na Unisinos no curso de GIL – Gestão para Inovação e Liderança.

Nos meus 10 anos de administração pública trabalhei na Secretaria de Inovação e Tecnologia, INOVAPOA, chegando ao cargo de Secretária Municipal desta pasta. Foi um período muito rico que me trouxe grande conhecimento em temas como empreendedorismo, startups, sustentabilidade, promoção de investimentos, entre outros. Hoje, atuo como Diretora Vice Presidente da PROCERGS, Cia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul, a maior empresa pública de TI do RS, com aproximadamente 1100 funcionários. Sou responsável pela área de Planejamento e Gestão e relacionamento com clientes. Mas acima de tudo nos últimos anos tive uma excelente oportunidade de conhecer pessoas competentes e brilhantes e criar uma extensa rede de bons relacionamentos.

Fale sobre sua relação com a SUCESU-RS e papel da entidade na sua carreira.

Deborah Villela: A Sucesu sempre foi uma entidade bem articulada e parceira nos nossos diferentes projetos de governo. Por exemplo, durante o desenvolvimento do Projeto de Lei de Inovação Municipal, colhemos sugestões da entidade, de forma a colaborar com o PL, hoje já aprovado. Se, por um lado, é um grande desafio assumir a diretoria anteriormente ocupada pelo Romanini, por outro lado estou confiante da diretoria estar vinculada a VP do Marco Spadoni, ex colega de MBA.

O tema desse ano da SUCESU-RS é Transformação Digital. Como está vendo e avaliando esse tema no mercado de TI que atua?

Deborah Villela: Tema atual, a Transformação Digital entra como discussão indispensável para quem quer se manter no mercado nos próximos anos. Muito mais que palavras atuais como mobilidade, nuvem, IoT, big data, blockchain,  a transformação digital envolve a reorganização de processos e uma nova mudança cultural, que agora é digital. A produtividade vai vir da melhoria da experiência do cliente, novos modelos de negócios, novas formas de tomada de decisão. Nosso grande desafio como dirigentes é “orquestrar” dentro de nossas empresas toda essa transformação que surge rapidamente.

Como avalia a importância da entidade para o mercado de TI do RS?

Deborah Villela: A Sucesu tem uma importância cada vez maior. Não só pelo seu expertise de 50 anos, mas porque tem a agilidade necessária para trazer as melhores ferramentas em um mercado que muda muito rapidamente. É uma entidade séria, com uma direção sempre comprometida e representativa. Além disso, possui no seu DNA uma habilidade muito grande de tecer articulações com as diferentes empresas do mercado, universidades e governo o que acaba por formar uma agenda muito rica de atividades trazendo sempre informações atualizadas e conhecimento para seus sócios.