Diretoria de Grupos de Usuários encara desafios da SUCESU-RS para 2018

Marcelo Zardo não acredita em um futuro para as empresas que não saibam lidar com a transformação digital. Experiente, o diretor de Grupos de Usuários da SUCESU-RS vê a entidade como tendo uma importância maior do que nunca nesse processo. Conheça um pouco mais sobre o perfil do profissional:

Quem é Marcelo Zardo?

Marcelo Zardo: Sou um apaixonado pela vida e pela minha família, que é o meu bem mais precioso. Casado e pai de dois filhos, me graduei como Bacharel em Ciências da Computação e sou Mestre em Administração de Empresas, ambos pela UFRGS, além de ter realizado cursos de especialização em Management pela FGV e pela Universidade Corporativa da Telefônica, em Barcelona. Me considero um otimista por natureza. Entusiasta da inovação, vejo na tecnologia uma possibilidade de realização tanto pessoal quanto profissional. Acredito que as soluções dos problemas do mundo passam pela tecnologia, inclusive daqueles que ela própria criou. Atualmente sou Gerente de Tecnologia do Terra Networks, onde trabalho há 10 anos, tendo passagens por empresas de VoIP e de logística.

Fale sobre sua relação com a SUCESU-RS e papel da entidade na sua carreira.

Marcelo Zardo: Conheci a SUCESU-RS através de Rafael Kuhn, um líder que tenho o prazer de chamar de amigo, e que além de ter me indicado para a Diretoria de Grupos de Usuários da entidade também me apresentou o Daniel Scherer, o Eugênio Romanini e vários outros abnegados que dedicam boa parte de seu tempo à Associação. Este será o nosso segundo biênio à frente dos GUs. A SUCESU-RS me possibilitou contribuir para a comunidade de TIC ao mesmo tempo que me proporciona um convívio com pessoas espetaculares e acesso a eventos interessantíssimos do ponto de vista profissional.

O tema desse ano da SUCESU-RS é Transformação Digital. Como está vendo e avaliando esse tema no mercado de TI que atua e a que os profissionais e empresas devem estar atentos?

Marcelo Zardo: A Transformação Digital deixou de ser uma opção, para tornar-se questão de sobrevivência das organizações. Por isso o tema não poderia ser mais oportuno. Tenho a convicção de que as empresas que não fizerem a transição de seus modelos de negócios para o mundo digital, não terão muitas chances de prosperar. E não me refiro à “digitalização de processos”, mas sim de uma verdadeira mudança de mind set. E essa transformação precisa ser cultural: os profissionais de TI que quiserem ser relevantes no futuro precisam estar preparados para essa revolução que transformará tudo e todos rapidamente.

Na sua avaliação, como a Transformação Digital se relaciona com os GUs da SUCESU-RS?

Marcelo Zardo: Os GUs são uma extensão da SUCESU-RS dentro das comunidades de interesse em que atuam. Nada mais oportuno que eles provoquem a discussão sobre o tema entre os profissionais das áreas da maneira que melhor sabem fazer: promovendo encontros de trocas de experiências, repletos de conteúdo e com profundidade. É no âmbito dos GUs que esse tema será discutido em um nível de detalhe que, tenho convicção, ajudará a desvendar novos horizontes para os profissionais que participarem dos seus eventos.

Como avalia a importância da entidade para o mercado de TI do RS?

Marcelo Zardo: A SUCESU-RS já está consolidada, nesses 50 anos de existência, como uma peça fundamental da comunidade de TIC do Rio Grande do Sul. Uma prova disso é a grandiosidade e a representatividade alcançada em seus eventos, sempre muito concorridos e de altíssima qualidade. Além disso, através de uma série de convênios com entidades de ensino, propicia aos colaboradores das empresas associadas descontos especiais, entre outros benefícios. Pelas mãos dos GUs, a SUCESU-RS impacta um grande número de pessoas, levando conhecimento, conteúdo e networking para a comunidade de TIC do Estado.