ENTREVISTA: Computação positiva vai nortear SUCESU-RS em 2016

 

daniel3A nova gestão da SUCESU-RS, no comando do Presidente Daniel Scherer, inicia 2016 com o planejamento das atividades da entidade. O tema escolhido para o ano é computação positiva, que visa dar o foco nas pessoas. Ampliar o relacionamento com ao associados e apoiar ainda mais os Grupos de Usuários estão entre as metas. Nesta entrevista, Daniel, que atua como CIO do Grupo Sabemi, destaca alguns pontos do planejamento.

Qual será foco de trabalho da SUCESU-RS nesse início de gestão?
Daniel – A SUCESU-RS vem se tornando uma associação que agrega a tecnologia do Rio Grande do Sul. O perfil de gerar networking entre toda a TI tem pautado o crescimento e ajudado o RS a criar diversas oportunidades e se desenvolver. A SUCESU-RS possui vários Grupos de Usuários, que são especialistas de mercado que se reúnem e fazem eventos para discutir, trocar experiências e disseminar conhecimento. Este ano queremos apoiar ainda mais estes GUs e torná-los mais presentes e relevantes a toda a sociedade de TIC do RS. Outro foco será qualificar mais a relação entre a entidade e seus sócios, estando mais próxima e agregando ainda mais valor.

O que os associados podem esperar das ações da entidade este ano?
Daniel – Qualificar a nossa relação com o associado é um dos objetivos estratégicos deste ano. Este início de gestão realizamos uma pesquisa com este grupo para saber o que eles pensavam e desejavam. Tivemos 18% de respondentes e conseguimos detectar várias oportunidades de trabalho para evoluir nossa relação com o associado. A primeira ação será em relação a nossa comunicação. Precisamos ser mais transparentes e ter uma comunicação mais efetiva junto aos sócios. Muitos não têm claro todos os benefícios que a SUCESU-RS oferece, nem tem acesso a todo o conteúdo rico gerado pela associação.

Quais temas da tecnologia deverão pautar as ações da entidade este ano?
Daniel – O nosso tema deste ano é “computação positiva”, ou seja, vamos dar foco nas pessoas.  O tema pode parecer estranho, pois falamos de pessoas ou de TI? Isso é bastante interessante pois pensar na arquitetura da informática buscando o bem-estar das pessoas é bastante desafiador, mas ao mesmo tempo é o que todos querem. Quando um fornecedor apresenta um produto que pode tornar a vida do CIO melhor, estamos falando de computação positiva, trazer sistemas que agregam valor ao negócio com qualidade aos que as usam é computação positiva, pensar em uma arquitetura que pense também nas pessoas é computação positiva. Vamos pensar em soluções para apoiar o crescimento das pessoas.