GUGRC e GUSAP – ERP molda o DNA das empresas

gugrs_sapA indústria 4.0 é a máquina que pensa e a ideia do ERP na computação positiva é que se transforme a complexidade em uma tela. Esta relação foi apresentada por Jarlei Nascimento, do Grupo de Usuários SAP e Vladimir Bidniuk, do GU Governança, Risco e Compliance no GUDay.

Eles abordaram as transformações das empresas com as novas tecnologias e como isso impacta no planejamento de recursos. “Tudo isso reflete no ERP, porque ele é a espinha dorsal da empresa. E isso exige uma postura pessoal de me adaptar para que o ERP cumpra seu papel de trazer ganhos e eficiência operacional”, afirmou Jarlei. Um dos grandes benefícios nesse processo, segundo Vladimir, é quando a Governança, Risco e Compliance encontram a computação positiva, permitindo que se evitem fraudes vindas do interno das organizações.