2ᵃ GUDay: KPMG aponta gestão de pessoas como fator chave na implantação de ERP

kpmgO 2ᵃ GUDay de 2015 recebeu o Luiz Gustavo Cabral, Consultor KPMG, empresa que orienta negócios em todo mundo a reagirem às mudanças da economia.  Muitos fatores são decisivos para sucesso da implantação um ERP, mas Cabral destacou a resistência à mudança como o principal motivador de dificuldades nas organizações. “Gestão de pessoas e gestão de mudanças são essenciais, alguém tem que cuidar disso. Já vi projetos não darem certo por boicote das pessoas”, disse que o consultor, citando exemplos para o público presente.

Segundo dados da KPMG os principais fatores que levam as empresas a decidir pela implantação de um ERP são: empresa nas mãos de poucas pessoas; crescimento acelerado; geração de dados errados pelo sistema atual; tecnologia ultrapassada; sistema muito remendado; empresa quer um sistema reconhecido no mercado para abrir capital, trazer investidor ou vender.

Diante disso, a seleção correta de qual sistema, empresa, escopo e a decisão do que implementar ou trocar é apenas o início de um longo processo que modifica completamente a empresa. “O ERP traz mais controle, burocratização e engessamento dos negócios. Isso é inevitável. Nada pode ser desfeito em um ERP e sempre é preciso pensar na próxima pessoa que vai pegar aquele processo”, destacou. Dai a importância da seleção correta e de unir o melhor da empresa com o melhor do mercado para colher os benefícios que são informações integradas, qualidade de informação gerencial, controle e funcionalidade.

O consultor alertou ainda que risco zero não existe, porque custa muito caro e não traz benefícios. “Eu acabo ficando muito standart e não tenho diferenciais. O ideal é fazer o balanceamento entre performance, riscos, processo, melhoria, desempenho e controle”, afirmou, evitando assim atrasos e aumento de custos.