Influência e engajamento na transformação digital

“Se comunicar melhor significa melhorar suas carreiras, seus relacionamentos e melhorar suas empresas”, afirmou Débora Brum, sócia-diretora da Comunicativa Fonoaudiologia Empresarial no Seminário Gestores de TIC, promovido pela SUCESU-RS. A programação contou com 156 participantes, sendo destes 97 gestores, e aconteceu na uMov.Me Arena, em Porto Alegre.

Débora iniciou sua fala questionando os participantes a respeito de algumas situações rotineiras no ambiente de trabalho, como a dificuldade de serem interpretados corretamente, problema em engajar o time ou de motivar as pessoas ao redor. A palestrante apresentou o conceito do mundo VUCA, que é uma sigla para Volatility (volatilidade), Uncertain (Incerto), Complex (Complexo) e Ambiguity (Ambíguo). A volatilidade representa a velocidade com que as mudanças ocorrem, muito por conta do impulso tecnológico da vida moderna. A incerteza está relacionada a incapacidade de prever as próximas tendências. A complexidade é representada pela falta de linearidade nas questões que permeiam a vida e, por fim, a ambiguidade, já que no mundo atual uma pergunta pode ser respondida de inúmeras formas.

“Neste contexto é muito importante desenvolver competências que façam as pessoas performarem melhor, para que sobrevivam a este mundo. Precisamos focar no que vai fazer diferença para o desenvolvimento e transformação das pessoas. A capacidade de influenciar, programar, discutir, negociar”, explicou Débora, ao salientar a importância cada vez maior que as chamadas soft skills estão ganhando. Segundo ela, em um cenário de quarta revolução industrial, irá se destacar quem souber falar a língua dos homens, e tudo isso só se consegue através de habilidades de comunicação.

Para desenvolver tais habilidades, Débora salientou dois pilares que colaboram para a performance da comunicação: fala assertiva e escuta ativa. “Ainda não conseguimos nos comunicar por telepatia, precisamos transmitir nossas ideias falando. Percebo que, quando as pessoas precisam influenciar e transmitir suas ideias, têm tudo muito claro na cabeça, mas na hora de falar as ideias saem confusas”.