Programação familiar trouxe aulas de programação e Design Thinking

programacaomirim acompanhantesTrabalhar o potencial humano não foi apenas do foco nas palestras técnicas do 2º Seminário Executivo Sucesu-RS, em Gramado. As crianças que estiveram no evento acompanhando seus pais tiveram uma programação especial. A SuperGeeks ministrou diversas aulas de programação mirim, voltadas para crianças entre 7 e 16 anos. “Nós fazemos uma programação especial, dentro do jogo Minecraft, uma febre entre as crianças”, destacou Alexandre Moura, responsável pelas aulas.

A ideia da SuperGeeks nasceu em 2013, no Vale do Silício, quando um casal de brasileiros percebeu a tendência norte-americana de investir em programação nas escolas. Em 2014, a primeira escola abriu em São Paulo e, até 2016, já foram abertas outras 31 unidades no Brasil, uma delas em Porto Alegre. “Ensinamos a programação através do desenvolvimento de games. As crianças aprendem a criar jogos 2D, 3D, realidade virtual, realidade aumentada, ensinamos eles a criarem apps e até como iniciarem uma startup”, explica Moura.

Programação especial para adultos
As programações para os acompanhantes dos CIOs não se restringiram somente aos pequenos. Sandra Heck ministrou a dinâmica “Experiência em dar um presente para alguém”, utilizando o método do Design Thinking, que alinha-se a ideia central do Seminário. “O Design Thinking é centrado nas pessoas”, destacou Sandra. “A surpresa maior foi vê-los 100% engajados, de corpo e alma”, exaltou. Mesmo sem ter experiência anterior com os princípios do Design Thinking, os presentes conseguiram ter uma vivência ampla e, de acordo com a coordenadora da atividade, os resultados foram excelentes.