Tecnologia Blockchain foi tema do Painel CIO

O já tradicional Painel CIO do Seminário Executivo teve como tema a palestra sobre Bitcoin, moeda baseada na nova tecnologia Blockchain, aproveitando-se da palestra do mestre em economia e especialista em Bitcoin, Fernando Ulrich. Como convidados estiveram o CIO do Banco Topázio, Eugênio Romanini; o Diretor do Banrisul, Jorge Krug e o CIO do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Valter Ferreira da Silva, com mediação de Daniel Scherer, Presidente da SUCESU-RS.

“O assunto blockchain é um marco de disruptura total. No meu entendimento, essa moeda tem um curso de tempo a se estabilizar e estabelecer-se como uma base monetária efetiva dentro do sistema financeiro nacional como conhecemos”, explicou Jurge Krug. Apesar disso, o Diretor do Banrisul destacou que hoje existem diversas arquiteturas como o blockchain e o Bitcoin, mas nenhuma conversa entre si.

“Não tenho dúvidas de que esta é uma revolução, e que se não sabemos agora, precisamos olhar com atenção pois afetará a todos”, destacou Valter Ferreira da Silva. O CIO do Hospital de Clínicas de Porto Alegre usou como exemplo uma história familiar, já que seu filho minerava moedas virtuais há alguns anos.

“O Blockchain vai mudar o mundo, só não sabemos como vai acontecer”, foi categórico Eugênio Romanini. O CIO do Banco Topázio destacou que, para fazer o uso da tecnologia, é preciso abrir muito a cabeça.

“Quando falamos de Bitcoin como sistema de pagamento e moeda, é quase como comparar ele ao e-mail. Lá no começo a internet era só e-mail. Dizer que hoje o Bitcoin é apenas dinheiro é uma grande simplificação”, destacou Ulrich. Ele exemplificou, comparando que, no começo da internet, não era possível prever o surgimento de potências como Facebook, Twitter e Youtube. “Acho que estamos nesta mesma fase de tecnologia. O ritmo de inovação é gigante e eu fico surpreso com as implicações que estão sendo descobertas para o blockchain”, exaltou Fernando.